BIOMAGNETISMO


Diversos fatores, dentre eles a alimentação, intoxicação, infecções, medicamentos, estilo de vida e principalmente as EMOÇÕES, desequilibram o corpo físico, tornando nossos órgãos desprotegidos, fragilizados e mais propensos a gerar doenças.

O Biomagnetismo atua sobre as células do corpo, proporcionando o equilíbrio energético e o pH ( potencial de hidrogênio ) para eliminar vírus, bactérias, fungos, parasitas e disfunção de órgãos, em qualquer ser humano.

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS

  • Recuperação da saúde mental e física
  • Melhora da imunidade

INDICAÇÕES

  • Depressão e Ansiedade
  • Doenças autoimune
  • Problemas cardíacos, digestivos e respiratórios
  • Baixa defesa imunológica
  • Transtornos neurológicos
  • Infecções virais e bacterianas
  • Tumores

Biomagnetismo na prevenção e tratamento do Coronavírus

Assista o Vídeo sobre a comprovação Cientifica

FICOU ALGUMA DÚVIDA?

Nosso corpo é composto por até 75% de água, dependendo da idade. Quando há a quebra da molécula de água alterando o PH do corpo, as moléculas se transformam em íons de Hidrogênio (H+), tornando o tecido ácido e propiciando a proliferação de vírus e fungos, e Hidroxila (OH-), tornando o tecido alcalino, havendo a proliferação de bactérias e parasitas. Esse desequilíbrio é causado por diversos fatores, dentre eles a má alimentação, intoxicação por metais pesados, infecções diversas, intoxicação medicamentosa, estilo de vida e o principal: DESEQUILÍBRIO DAS EMOÇÕES.

O Biomagnetismo foi descoberto pelo Dr. Richard Breoeringmeyer, médico da NASA, para tratar astronautas que retornavam à Terra com desequilíbrios no organismo, devido à falta de gravidade. O Dr. Richard constatou que alguns órgãos e tecidos dos astronautas ficavam ácidos (excesso de íons de hidrogênio H+) e outros alcalinos (excesso de hidroxila OH-), e começou a trata-los com imãs potentes, equilibrando a acidez e alcalinidade no organismo, eliminando assim vírus, fungos, bactérias e parasitas e com isso acabando com as doenças.

Sim.

Em 1988, o Dr. Izaac Gois Durán, médico mexicano, pesquisador da cura da AIDS, experimentou utilizar a técnica dos imãs com seus pacientes e obteve resultados surpreendentes. A partir daí, desenvolveu a técnica do BIOMAGNETISMO para tratar praticamente todas as patologias.

Em 2009, Dr. Goiz e o Dr. Raymond Hilu, especialista em medicina celular, se uniram para realizarem o primeiro estudo clínico utilizando os Pares Biomagnéticos em Marbella, Espanha. O estudo contou com a presença de médicos de diversos países e pacientes da Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, França, Suécia, Finlândia e Índia. O resultado após 4 aplicações com os imãs foi de melhora de 96% dos 129 pacientes, sendo 86 desses pacientes curados e 38 com melhora do quadro.

Resultados

2

Na avaliação é utilizada a técnica da Bioenergética para fazer o diagnóstico dos pontos ácidos e alcalinos que devem ser tratados com os imãs. A técnica acessa o DNA, obtendo informações através da resposta muscular do paciente.

A Bioenergética foi desenvolvida em 1964, pelo Dr. George Goodheart, médico americano, professor da Universidade de Detroid.

Cada caso é um caso, mas geralmente de 3 a 5 sessões, sendo que o tempo entre uma sessão e outra depende do rastreio individual de cada paciente.

Regularmente próteses são feitas de aço cirúrgico ou titânio e não conduzem o magnetismo, assim, pode ser tratado, apesar da prótese.

O Biomagnetismo, com uso de imãs, não pode ser utilizado em paciente que:

  • Receberam quimioterapia ou radioterapia
  • Pacientes com marca-passo, stent ou grampo cirúrgico de material ferro-magnético.
  • Grávidas
    Nesses casos, pode ser feito à distancia.

O Biomagnetismo é indicado para crianças, adultos e idosos. É um método terapêutico não invasivo que restabelece a bioenergia e bem estar, sem desencadear qualquer agravamento da doença. Pode ser utilizado simultaneamente com os tratamentos médicos, assim como outras terapias.

Saiba mais