BRAINSPOTTING


“Onde você olha afeta como você sente”
David Grand

Você já fez terapia e não viu os resultados que procurava? Você já teve a experiência de acessar informações profundas sobre a raiz da sua dor?

Brainspotting é uma ferramenta terapêutica neurobiológica, de reprocessamento de traumas que através da localização de pontos no cérebro (brainspots), o paciente é capaz de fazer um escaneamento e acessar áreas profundas do sistema límbico, permitindo focar sua atenção em si mesmo, no seu corpo e nas suas emoções, ajudando na raíz do problema, através do auto conhecimento e conscientização,  te dando oportunidade de ressignificar sua própria história,  resolvendo seus conflitos e aliviando suas dores.

Os benefícios podem ser usufruidos por adultos que estão cansados de sofrer com:

  • Baixa auto-estima;
  • Bullying (humilhação, exclusão, difamação e agressão na escola);
  • Dificuldades de aprendizagem;
  • Dislexia;
  • Gagueira;
  • Pânico;
  • Depressão;
  • Fibromialgia;
  • Fobias;
  • Timidez;
  • Problemas relacionados ao desempenho sexual;
  • Dificuldades de relacionamento;
  • Assédio moral;
  • Somatizações;
  • Excesso de ansiedade, ciúmes, culpa, tristeza, raiva, vergonha, medos;
  • Excesso de dores, formigamentos, cheiros e gostos que não existem;
  • Dor fantasma;
  • Enxaqueca;
  • Stress pós-traumático;
  • Memórias perturbadoras;
  • Pesadelos recorrentes;
  • TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade);
  • Perda de entes queridos;
  • Vítimas de catástrofes naturais, acidentes em geral e de violência – verbal, corporal, sexual;

FICOU ALGUMA DÚVIDA?

O Brainspotting é uma ferramenta utilizada no processo terapêutico, para tratar traumas e somatizações que não conseguem ser elaborados por nossa consciência.

Através do olhar do paciente pontos são acessados no cérebro, identificando as regiões onde há memórias traumáticas e dolorosas que precisam ser desbloqueadas, permitindo que o próprio organismo reprocesse essas emoções negativas, trazendo à tona a consciência, fazendo com que o paciente supere qualquer dor psicológica e encontre um estado mais adaptativo e saudável para si.

A técnica foi descoberta em 2003 por David Grand, Ph.D.

O psicoterapeuta pede que o paciente acompanhe com o olhar a movimentação de uma ponteira para que seja localizado o Brainspot (ponto no cérebro). A localização ocorre por meio da percepção interna do paciente e da observação dos reflexos corporais. Quando o Brainspot é encontrado, psicoterapeuta e paciente, em sintonia dual, acompanham as mudanças que ocorrem, as memórias que surgem, os reflexos corporais que são liberados, fruto da ativação de nossos recursos naturais de cura e evolução. O processo traz uma mudança profunda e rápida que pode ser percebida em poucas sessões ou até mesmo em uma única sessão.

Emoções: Liberação de emoções profundas, reprocessamento de traumas complexos, alívio do sofrimento, algumas vezes esse alívio é imediato.

Fisiologia: liberação de dores e rigidez corporal causadas por somatizações.

Conscientização: Pacientes ficam mais conscientes de si, de quanto as emoções causam estresse e afetam o físico, causa das próprias doenças.

Acesso direto ao Sistema Límbico: o acesso se dá diretamente na raiz do problema, reduzindo assim anos de terapia e de prolongamento do sofrimento.

Saiba mais